sábado, 30 de abril de 2011



Ela é daquelas que não gosta de viver pela metade. É por isso que muita gente não a suporta.
É difícil viver com gente que fala o que quer, é dificil viver sem medo, e se jogar... nem que seja de cima de um meio-fio, mas ela se joga. E sempre cai. E ela sabe que vai cair.
O que nunca poderão dizer é que ela não foi feliz.  Ela é muito, demais. Ela é tanto...e  você nem sabe.
Não se preocupa com o futuro, o quer agora, e o agora tem que ser intenso, forte e nada convencional.
Odeia formalidades e quer viver sem elas durante bastante tempo, enquanto a vida lhe permitir.
Se subestima tanto e nem faz idéia da força que tem.
É completamente apaixonada pelo mistério do tempo, e o  mais maluco, é que ela sabe que vai morrer sem desvendá-lo.
É por isso que vai vivendo assim meio torta, sem porra de ideal nenhum.
Ela não precisa disso pra ser feliz...
Só começou a viver assim, quando percebeu que a sua juventude não lhe dá a imortalidade.
Pra ser feliz, ela precisa de coragem, e isso...ultimamente ela tem bastante.



Lorrayne N.

3 comentários:

  1. Muito isso, muito aquilo...
    O que vale mesmo é a sabedoria que ela enruste...
    Belo post.
    Prazer em conhecer seu espaço, voltarei mais vezes.

    ResponderExcluir