quarta-feira, 6 de abril de 2011


Tenho muito medo de me viciar em você. Mais medo ainda, de viciar sozinha. O que é pior. Na minha vida toda estive sozinha... Você tem noção do que é nunca ter sido correspondida na vida? É, eu tenho. E agora não sei o que fazer, tenho vontade de fazer parte de você, da sua vida. Mas isso nos leva a obrigações, um passo largo demais, que nós não queremos dar.  Então o que vai ser? Não sei. E não quero saber... Porque isso é o que menos importa agora. Ou será que importa?Ah sei não. Eu só sei que você me encanta com sua sinceridade, me diz coisas que nunca ouvi, me deixa impressionada quando repara o que ninguém vê, quando me olha com esse olho que me parece incrivelmente da mesma cor seu cabelo, e é tão lindo, me olhando e sorrindo e eu sempre pergunto: “O que foi?”.E você sempre responde: “Nada não!”.  Agora não sei de mais nada, só que é muito bom estar com você, você me faz muito bem, me deixa feliz. No que isso vai dar, eu num quero nem saber, por que agora, eu tô adorando. E sabe aquele filminho de momentos felizes passam na na cabeça da gente? No meu filminho, os momentos que eu passei com você, estarão presentes. Só te peço uma coisa. Se eu estiver sozinha, me avise, eu vou saber o que fazer.  As palavras andam fugindo de mim, ai meu Deus, o que é isso? Não, me diz você, o que é isso?



L.

Nenhum comentário:

Postar um comentário