domingo, 28 de março de 2010

A falta






Sinto falta de quando tinha meus verdadeiros amigos por perto, mas apenas os verdadeiros, pois os outros, eram somente os outros. Sinto falta de quando passava a tarde inteira fazendo o que me fazia feliz, sinto falta de uma pessoa que era ou ainda é muito espeial para mim, que por ironia do destino nos separamos, sinto falta do amor, aquele amor que sempre falava mais alto, mas nos tempos de hoje parece que o ódio predomina no coração das pessoas de bem, é um pouco estranho para mim, não consigo entender o que acontece nos dias de hoje, principalmente quando ligo a televisão, sinto falta de sorrisos sinceros, da bondade, da felicidade, dos dias em que estive feliz. Mas parece que hoje não tenho mais tempo, pra viver sempre sorrindo, o trabalho me consumiu, as vezes coloco na minha cabeça que tenho que sorrir mais, mas parece que ela não me entende. Por vezes eu observo como as pessoas são atarefadas, elas quase não consguem enxergar o quão bonito e radiante é o sol, ou como é lindo observar o brilho de uma criança, como é gostoso o vento de tardinha, como a vida é maravilhosa se soubermos tirar somente as coisas boas. Mas eu ainda vejo o mundo com os olhos de criança, que só quer brincar sem tanta "responsa".

Samuel S.

Nenhum comentário:

Postar um comentário