segunda-feira, 26 de abril de 2010

Vida Nossa


Descobri que não vivo sem desafios. E tenho medo disso. Afinal, alguém que anda e respira, vive sem desafio? Algo para lutar, algo que deixe sua vida cheia de ficção? Isso mesmo. Ficção. Pinsky diz que "amamos contos de fada, porque neles corremos riscos, como leitores engajados". E não é verdade? A arte imita a vida ou a vida imita a arte? Acho que nunca conseguiremos responder essa pergunta, porque as duas coisas acontecem ao mesmo tempo. Que vida não daria uma novela? Mas acho também, que a vida é muito mais interessante, porque é nela que emocionamos e corremos riscos de verdade, que é a verdadeira arte de viver. Rir do próprio tombo, chorar com uma bela música, dançar e cantar na chuva, sonhar com os amigos, acreditar num grande amor. Esses são os pequenos detalhes que deixam a vida inesquecível, e bonita de ser vivida. Leremos como leitores engajados a nossa própria vida, mas não como simples leitores a parte, mas como participantes dessa História que é minha, sua, nossa .






Por Lorrayne, numa tarde de segunda-feira (porque todo dia, pode ser um dia especial).

Nenhum comentário:

Postar um comentário