sábado, 17 de dezembro de 2011


"Somente depois da última árvore derrubada, depois do último animal extinto, e quando perceberem o último rio poluído, sem peixe, o homem irá ver que dinheiro não se come." (Provébio Indígena)

Nenhum comentário:

Postar um comentário