segunda-feira, 17 de janeiro de 2011

mas é tão simples...




Quero coisa simples. Tarde de chuva com filmes, e alguém que saiba conversar. Noite de sábado alegre e ver a lua. Gostinho de chiclete de menta. Tomar chá e dar risada. Pegar uma flor e ver que não estou sozinha. 
Olhar pra tráz e gostar do que vê. Aprender com uma criança. Ver a razão em um sorriso. Querer nadar na cor dos olhos de alguém. Abraçá-lo como se fosse o mundo inteiro. Acho tudo isso completamente possível.
Viver, intensamente simples.


Nenhum comentário:

Postar um comentário