quarta-feira, 16 de dezembro de 2009


O texto a seguir foi escrito a um bom tempo, decidi colocá-lo aqui, porque ele ficou forte, diferente e bonito, uma ficção cientifica interessante, tomara que voces gostem...

"Eu não era feliz. O tempo passava e eu já conseguia enxergar minha juventude indo embora, e com ela meu sentido de viver também. Descobri que existia uma técnica nova de congelamento, que me manteria jovem e bela até o futuro. Não pensei duas vezes, me despedi dos que amava, com lágrimas , eu sabia que nunca mais voltaria vê-los. Entrei na câmara de congelamento, o frio tomou conta do meu corpo. Não vi mais nada.

O ano de 2100 chegou, comecei a sentir o calor dominar minhas pernas, quando dei por mim, estava descongelada. Olhei a miha volta, achei que estava na lua, me enganei, aquilo era a Terra. Comecei a observar as pessoas que passavam por mim, elas eram bonitas, altas, mas tinha, características muito parecidas, elas eram iguais, não consegui distinguir os sexos.

Me olhei no espelho, ele me disse o quão bela eu estava, eu era diferente de todas aquelas pessoas, eu tinha cor, eu tinha um brilho natural, que nenhuma daquelas pessoas tinham, a beleza deles era artificial. Tentei conversar com alguém, mas eles nao me ouviam, cheguei a gritar, mas eles não me escutavam, ouvi alguns falando de cirurgia plástica, a nova que iriam fazer.

Comecei a lembrar da família e dos amigos que deixei, comecei a chorar desesperadamente, eu só queria alguém pra conversar. Percebi que minha beleza já não comprava mais nada, afinal, aquelas pessoas eram mais belas do que eu, ela eram perfeitas. Me arrependi profundamente, me senti ema assassina do tempo, que modifica o ciclo natural das coisas, hoje, estou sozinha, e quero me congelar novamente, mas dessa vez será pra sempre, para que eu não possa ver o resto da decadência da raça humana. Meu corpo congelou, mas aquelas pessoas o pensamento congelou. Novamente senti o frio tomar conta de mim, não vi mais nada, pra sempre".

Um comentário: