domingo, 30 de outubro de 2011


Eu queria tanta coisa. Queria gente, amor, sol. Queria abraçar o mundo, te guardar só pra mim. Queria corresponder, olhar a lua na luz do dia. Queria comer besteira, fazer besteira, te dizer besteira. Queria contar como foi meu dia, e você responder que o seu faltava... Eu. Queria que mundo acabasse com minha felicidade. Queria deixar de ser egoísta. Queria amar mais que o coração. Queria tocar uma música, e apertá-la entre os dedos. Queria plantar flor, colher estrela. Dançar sem ensaio e morrer de brincadeira. Novidade, distancia e pensamento.


Lorrayne Nascimento

Nenhum comentário:

Postar um comentário