quinta-feira, 29 de julho de 2010

Chuva


Era noite. Com veneno saindo dos lábios, disseram: "O que você procura não existe". Nesse momento uma tempestade de pensamentos me inundou. Diga por você, não me inclua nisso. Opa. Será mesmo que não existe?

"Você espera demais do outro". Nossa, por essa eu não esperava. Comecei a fazer uma retrospectiva. É, eu esperava muito.

"Sua inteligência assusta, te deixa inacessível". Ham? Eu não sou assim. Caramba não me considero assim, mas assusta?

"O tempo passou, você mudou o cabelo, e continua a mesma". Meu cabelo não tem nada a ver com a história. Continuo a mesma, isso não é bom? Quer dizer, eu mudei sim. Ás vezes, a ignorância cega as pessoas.

"Ficará sozinha se não mudar". Agora apelei. Senti o sangue indo pro meu rosto, acho que estava vermelha de raiva. A tempestade continuou me inundando. Mas a única coisa que consegui falar foi: 'Acho que tem alguém me chamando...Oi!'. Olhei pra trás, e quase cambaleei com meu salto na escada. Fugi. Antes que tomasse coragem pra dizer o que a tempestade me mandava falar. Proibido pra menores. Uma chuva de coisas que prefiro nao dizer. Sou elegante. Me arrumei no salto, olhei pra frente, e me cobri com um guarda-chuva, que também pode ser chamado de esquecimento-precoce-de-gente-que-não-interessa. Me proteger, antes que outra chuva, me atinja. Paciência tem limite, fim.



(Lorrayne Nascimento)

terça-feira, 27 de julho de 2010

Storm





Tempestade
Quanto tempo eu estive nessa tempestade?
Tão impressionado com o oceano sem forma?
Está ficando mais difícil andar na água com essas ondas quebrando sobre minha cabeça
Se eu pudesse apenas ver você, tudo estaria bem
Se eu pudesse ver você, esta escuridão se tornaria luz
Refrão: E eu caminharei na água e você me pegará se eu cair.
E eu me perderei nos seus olhos e tudo ficará bem, e tudo ficará bem
Eu sei que você não me trouxe aqui para me afogar,
Então por que eu estou a 10 palmos de profundidade e de cabeça para baixo?
Apenas sobreviver se tornou meu propósito
Porque eu estou tão acostumado a viver debaixo da superfície.
Se eu pudesse apenas ver você tudo estaria bem,
Se eu pudesse ver você esta escuridão se tornaria luz.



Está é uma música da banda Lifehouse, a qual me identifico bastante e consegue acalmar a minha alma em um dia em que tudo parece uma verdadeira "tempestade". Por mais simples que sejam essas palavras, para mim não são apenas palavras, são o retrato do que acontece no dia de hoje, porque muitas pessoas se perdem pelo caminho e caem nas grandes "tempestades" da vida, seja nas drogas, no álcool, nos pequenos vícios, no ódio, o fato é: Existe realmente o caminho da felicidade? O caminho que conduz a superfície? A resposta é sim, por mais que você insista que não, por mais que você já tenha ouvido/lido isso, e eu vos digo que esta resposta você só encontrará de uma forma, ou melhor, de uma pessoa santa, que se tornou humana, talvez este nome seja muito conhecido por você. Sim! Ele é "DEUS", o criador de todas as coisas. Muitas pessoas se questionam porque o mundo está assim ? Talvez se pensássemos um pouco melhor e olharmos ao nosso redor, observaríamos que de algum tempo pra cá, muita coisa mudou, o pensamento das pessoas, o modo de agir, principalmente os pequenos gestos, aqueles que por mais bobos que sejam, conquistam as pessoas. Só que estes "pequenos detalhes" foram esquecidos, hoje colocam o dinheiro em primeiro lugar mas esqueceram o valor das pessoas, talvez se você fizesse um pequeno gesto todos os dias, será que o mundo ainda estaria do mesmo jeito ? Talvez não, mas estamos mais preocupados com a nossa luxúria, com nosso físico, com o nosso trabalho, com a nossa faculdade, com nossos medos. Faço um trato com você a partir deste momento: Tente mudar seu modo de agir, não estou pedindo pra você ser outra pessoa, não é nada disso, apenas mude alguns gestos para com as pessoas. Se conseguir fazer isso, eu garanto que você vai se sentir bem melhor, mais contente com você mesmo, pois a vida é feita decisões. Decida o melhor! Saia da "tempestade" que você se encontra, viva ao lado de pessoas que conseguem fazem rir seu coração.

Samuel S.

quarta-feira, 21 de julho de 2010

1 ANO DE BLOG!!!


Eu estou sempre buscando saber quem sou. E nesse blog, existem várias faces minhas. Tudo começou de forma despretenciosa, de colocar em algum lugar tudo o que escrevia. Acho que por ser tímida, reservada, é uma forma de expressar o que eu jamais falaria em voz alta. Escrever é mais fácil. Só me dei conta que estava escrevendo pro mundo, quando uma amiga que há muito tempo não conversava, disse que eu escrevia bem. Me dei conta que essa página não é só minha, e que as questões que tentava falar, não eram só minhas, mas de toda uma geração. Durante esse ano, minha vida mudou muito e eu também, e é só assim olhando pra tráz, é que percebo que o melhor da vida são as mudanças. O importante não é o final do caminho, e sim o percurso. Me desculpem por toda a nostalgia, e ás vezes melancolia que expresso aqui com minhas palavras ou de outros autores, faz parte da minha personalidade, e isso ainda não mudou, e não sei se vai mudar.


Agradeço aos meus poucos leitores. São vocês que fazem que eu continue a escrever, não me preocupo com a quantidade, mas se consigo emocioná-los, ou então fazer com que parem pra refletir, já estou super emocionada por isso. Agradeço as pessoas que conheci através desse blog, você é muito especial, de verdade. Ao meu grande amigo que me ajuda a mantê-lo, e que me mostra que a distância e o tempo não atrapalha uma amizade verdadeira.

Enfim, obrigado a todos, por tudo!!!

As perguntas que movem o mundo continuarão, porque o mundo, o NOSSO mundo, não pode parar.

Lorrayne Nascimento.